A HIPÓFISE, O OLFATO E A IMPORTÂNCIA DA AROMATERAPIA NO CONTROLE DOS HORMÔNIOS

 

Trechos do livro “FUNDAMENTOS DA TERAPIA COM ÓLEOS ESSENCIAIS DAS PLANTAS” de Dietrich Gümbel.

Enquanto o nariz é um órgão olfatório para o ar exterior, detectando “ecto-hormônios” (substâncias aromáticas), a hipófise é um órgão do sentido interno, que detecta hormônios no sangue, cheira, controla. Portanto, podemos dizer:

A hipófise é um órgão dos sentidos sanguíneo!
A hipófise é o órgão “olfativo” do sangue, portanto do círculo regulador humoral-hormonal. O que chamamos de “sexto sentido”, tem algo a ver com a expressão “instinto” (que deriva do mundo animal)! A glândula pituitária é o “sexto sentido” em forma de órgão. Anatomicamente a hipófise está situada mais alto do que todos os outros órgãos sensoriais e também é, como veremos, o órgão dos sentidos “superordenado”, no sentido fisiológico.

A hipófise forma com os olhos um ponto ligeiramente acima, exato como um triângulo equilátero. Se desenharmos sua posição na face, ela estará exatamente acima da raiz do nariz (radix nasi), como um “terceiro olho”.

Na verdade, o desenvolvimento desse órgão dos sentidos é muito semelhante ao desenvolvimento do olho. Ambos são, as lentes ópticas e o lobo anterior, vesículas ectodérmicas segmentadas para dentro. Apenas as lentes ópticas ficam em conexão com o mundo externo, pela córnea transparente (por meio da luz), enquanto o lobo anterior perde isso, perto da oitava semana (Ferner/Blechschmidt). Assim, no momento da transformação do embrião em feto, como uma “conclusão”, fecha-se para o mundo externo, com uma orientação interna, na direção do sangue!

Além disso, a hipófise é diretamente conectada ao olho, via trato nervoso vegetativo (trato supraóptico hipofisial e paraventricular hipofisial).

Sabemos que o ritmo circadiano do metabolismo é dirigido por esta conexão óptico-hipofisário-nervosa. O metabolismo é geralmente aumentado durante o dia (fibras adrenérgicas) e decrescido à noite (fibras colinérgicas). E esse ritmo não é modificado nem nos trabalhadores noturnos!

A hipófise é o centro regulador hormonal, é o centro direcionador hormonal essencial, que não só controla o equilíbrio metabólico do corpo, mas o regula, por meio da distribuição hormonal (como glândula endócrina!). Pode estimular as glândulas hormonais subordinadas (timo, tireoide, pâncreas, adrenais, gônadas) para aumentar a distribuição hormonal ou cessá-la.

Fibras nervosas que partem dos bulbos olfatórios até o mesencéfalo (hipotálamo) onde ficam os mais importantes centros neurovegetativos (regulação de calor, mecanismo de sono e alerta, pressão sanguínea, regulação respiratória, metabolismo de gordura e água, função genital, secreção respiratória, entre muitas outras) e o corpo pituitário (hipófise). A hipófise é o regulador de quase todas as glândulas hormonais (tireoide, timo, adrenais, pâncreas e glândulas reprodutoras), e o corpo pituitário (glândula hipófise) pode ser designado como sendo o regulador hormonal. As glândulas de secreção interna ou glândulas endócrinas (segregam seus produtos na corrente sanguínea) estão ligadas ao sistema nervoso vegetativo ou autônomo (círculo regulador neuro-hormonal). Assim sendo, os centros do hipotálamo, no mesencéfalo, podem atuar mais rápido que a via dos hormônios da hipófise na circulação, causar uma taxa mais alta ou mais baixa na produção das glândulas hormonais alvo, por seus neurormônios (neurossecreção).

Essas poucas indicações do mecanismo de controle abrangente nos fazem compreender a grande importância do olfato na influência da inteira condição (psique) e do metabolismo do ser humano. Isso significa concretamente que todas as substâncias olfativas ativas que percebemos consciente ou inconscientemente funcionam em nosso corpo como hormônio, portanto elas são chamadas, por comparação com os hormônios internos (endo-hormônios), de ecto-hormônios. Substâncias olfativas estimulam nosso corpo, nossa psique e nossa mente. A aromaterapia, terapia pelas substâncias olfativas, alicerça-se nisso.

*************************************************************************

GOSTOU?
Este é apenas o resumo de um trecho do livro “FUNDAMENTOS DA TERAPIA COM ÓLEOS ESSENCIAIS DAS PLANTAS” de Dietrich Gümbel, publicado pela editora Laszlo. 272 páginas e 16x23cm

COMO ADQUIRIR O LIVRO?

Este produto você encontra na

pria

Sua Saúde Natural!
www.pria.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *