VOCÊ SABIA QUE A DEFICIÊNCIA DE VITAMINA C CAUSA AUMENTO DO COLESTEROL E ATEROSCLEROSE?

13427926_1062240907180187_2414136032262132274_n

A vitamina C regula o colesterol e fortalece a parede arterial sem uso de estatinas, é o que diz o cientista alemão Dr. Matthias Rath, 1° diretor do Instituto Linus Pauling de Investigação Cardiovascular em Palo Alto, California.

– A deficiência de vitamina C é a principal causa de doença cardíaca!
– O colesterol alto não é a causa da doença cardíaca, mas a consequência!
– A redução do colesterol, sem corrigir subjacentes deficiências de vitaminas, deve ser considerada negligência médica!

“A verdade, porém é que nenhuma espécie de animais domésticos, com raras exceções, desenvolvem aterosclerose com alguma relevância clínica, aparentemente a maioria dos mecanismos patológicos pertinentes operam também nos animais e que a aterosclerose não é impossível de ocorrer; Mas ela simplesmente não ocorre. Se a razão dessa doença não se desenvolver nos animais fosse encontrada, seria jogada uma luz bastante útil sobre a doença humana.”

Aqui está a razão dos animais não terem ataques cardíacos:

Com raras exceções, os animais produzem a vitamina C em seu próprio corpo. A quantidade diária de vitamina C produzida pelos animais variam entre 1.000 mg e 20.000 mg, proporcionalmente ao peso do ser humano. A vitamina C é o cimento da parede da artéria e uma quantidade ótima de vitamina C estabiliza essas paredes. Em contrapartida, nós humanos não produzimos uma gota sequer de vitamina C.

A vitamina C contribui de muitas maneiras diferentes para a prevenção de doenças cardiovasculares. Ela é um antioxidante importante e serve como um cofator para muitas reações bioquímicas nas células do corpo. A função mais importante da vitamina C na prevenção dos ataques cardíacos e dos acidentes vasculares cerebrais é a sua capacidade de aumentar a produção de colágeno, elastina e outras moléculas de reforço do corpo. Estas vigas biológicas de reforço constituem o tecido conjuntivo, no qual compreende aproximadamente 50% de todas as proteínas do nosso corpo. O colágeno tem a mesma função estrutural de estabilidade para o nosso corpo que as vigas de ferro têm para um edifício arranha-céu. O aumento da produção de colágeno significa uma maior estabilidade para os quilométricos tubos de artérias, veias e capilares.

Apesar destes fatos serem conhecidos há séculos, eles ainda não são aplicados na medicina de hoje.

A causa primária para o desenvolvimento da aterosclerose é uma deficiência crônica de vitamina C e outros micronutrientes em milhões de células vasculares, o que prejudica a estabilidade e a funcionalidade das paredes e dos vasos sanguíneos. Os depósitos de gordura nas paredes das artérias são um mecanismo de reparação biológica que procura reparar o dano na parede do vaso sanguíneo que foi originado pela falta de micronutrientes. Se a deficiência nutricional continuar ao longo de anos e décadas, essa reparação continua e os depósitos vasculares crescem.

Uma ingestão adequada de vitamina C e outros micronutrientes celulares otimizam a estabilidade e a função de milhões de células da parede arterial, ajudando na prevenção da aterosclerose.

A Deficiência de vitamina C provoca aterosclerose – A prova

É possível provar que a ingestão insuficiente de vitamina C sozinha, sem outros fatores envolvidos, causa diretamente a aterosclerose e a doença cardiovascular. Para provar isso, nós conduzimos um experimento animal com porquinhos-da-índia, que são exceções no mundo animal, porque eles compartilham da mesma incapacidade de produzir sua própria vitamina C que nós humanos. Dois grupos de cobaias receberam exatamente as mesmas quantidades diárias de colesterol, gorduras, proteínas, açúcares, sal e todos os outros ingredientes em sua dieta com uma exceção – a vitamina C. O Grupo B recebeu 60 mg de vitamina C por dia em sua dieta, proporcionalmente ao peso do corpo humano. Este montante foi escolhido para atender a dose diária recomendada (DDR) oficial para seres humanos nos Estados Unidos. Em contrapartida, o grupo A recebeu 5,000 mg de vitamina C por dia, também proporcional ao peso do corpo humano.

Estas imagens documentam as alterações nas paredes das artérias nestes dois grupos após apenas cinco semanas. As imagens mostram as diferenças nas artérias dos dois grupos. Os animais deficientes em vitamina C do Grupo B desenvolveram depósitos ateroscleróticos (áreas brancas), particularmente nas áreas próximas ao coração (Lado direito da imagem). As aortas dos animais do Grupo A permaneceram saudáveis e não apresentaram quaisquer depósitos. As seguintes imagens mostram as mesmas paredes das artérias examinadas no âmbito microscópico. As seções das artérias dos animais com alta ingestão de vitamina C (Figura 1 (CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA VER, PARTE 1 E 2)) mostram uma barreira celular intacta entre a corrente sanguínea e a parede da artéria. O alinhamento quase paralelo das moléculas de colágeno na parede da artéria torna a estabilidade visível. Já as artérias dos animais deficientes de vitamina C (Figura 2) perderam a proteção (barreira de revestimento celular defeituosa) e a estabilidade (estrutura de colágeno fragmentado) de suas artérias. Para fazer uma comparação, uma imagem das artérias coronárias de um paciente com doença arterial coronariana foi incluída (Figura 3).

————————–
Em 1987 o Dr. Matthias Rath descobriu a ligação entre a deficiência da vitamina C e o fator de risco para as doenças cardiovasculares. Depois da publicação de sua investigação e de suas descobertas no jornal Associação Americana do Coração sobre “Arterosclerose”, o Dr. Rath aceitou um convite para se juntar ao 2 vezes laureado prêmio Nobel Sr. Linus Pauling. Em 1990 ele foi para os Estados Unidos para se tornar o 1° diretor do Instituto Linus Pauling de Investigação Cardiovascular em Palo Alto, California.

LINKS:

Este é um pequeno trecho do artigo completo baseado nas pesquisas do Dr. Rath que você pode ler na íntegra e ver todas as imagens aqui:

Parte 1: http://www.neuronews.com.br/saude/alternativas/a-causa-primordial-do-entupimento-das-arterias-nao-e-o-colesterol/
Parte 2: http://www.neuronews.com.br/saude/alternativas/evidencias-que-a-falta-de-vitaminas-entopem-as-arterias/

Estudo original em inglês: http://www4.dr-rath-foundation.org/THE_FOUNDATION/About_Dr_Matthias_Rath/publications/pub09.htm
Vitamin C lowers ldl cholesterol and blood pressure AND raises hdl cholesterol: http://scientifichealer.com/vitamin-c-lowers-ldl-cholesterol-and-blood-pressure-and-raises-hdl-cholesterol/

OUTRO ESTUDO: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2682928/

VITAMINA C CONTROLE GLICOSE ALTA EM DIABETICOS:
http://medind.nic.in/iby/t07/i11/ibyt07i11p471.pdf
Results: A significant decrease in FBS, TG, LDL, HbA1c and serum insulin was seen in the group
supplemented with 1000 mg vitamin C. The dose of 500 mg vitamin C, however, did not produce
any significant change in any of the parameters studied.
Interpretation & conclusions: Our results indicate that daily consumption of 1000 mg supplementary
vitamin C may be beneficial in decreasing blood glucose and lipids in patients with type 2 diabetes
and thus reducing the risk of complications.

COMPARTILHE, AJUDE A MELHORAR E MUDAR O MUNDO!

pria

Sua Saúde Natural!
www.pria.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *