ÓLEO DE CANELA AUMENTA EFICÁCIA DO ANTIBIÓTICO CLINDAMICINA SEGUNDO ESTUDO

 

A clostridium difficile é uma bactéria que está naturalmente presente na flora intestinal de cerca de 3% dos adultos e 66% das crianças.

Esta bactéria não causa problemas a pessoas saudáveis, contudo, alguns antibióticos utilizados para tratar outros problemas de saúde podem interferir com o equilíbrio das “bactérias boas” da flora intestinal. Quando isto acontece, aclostridium difficile pode multiplicar-se e causar sintomas como diarreias e febre.

Como estas infecções são geralmente causadas por antibióticos, a maioria dos casos ocorre num ambiente de cuidados de saúde, no hospital, por exemplo.

Os sintomas da infecção incluem diarreia ligeira a severa, fezes com sangue, febre e cãibras no estômago. Estes sintomas são normalmente causados por colites (inflamação do revestimento do intestino grosso). Em casos raros, esta bactéria pode causar uma infecção no revestimento das paredes do abdómen (peritonite), septicemia e perfuração do cólon.

Por conseguinte, tem havido um interesse crescente na utilização de inibidores de resistência a antibióticos para uso em terapia de combinação.

Antibióticos como a clindamicina, perturbam a flora intestinal e falham na inibição do crescimento de outros microrganismos, podendo permitir a proliferação do Clostridium difficile e a elaboração de exotoxina.

O óleo essencial das cascas da canela do Ceilão (Cinnamomum zeylanicum = verum) reforçou a atividade bactericida da clindamicina e diminuiu a concentração inibitória mínima da clindamicina necessária para uma estirpe toxigénica do C. difficile.

Isso mostra uma sinergia do óleo essencial de canela com o antibiótico clindamicina com o aumento de sua eficácia antibiótica. Mais estudos são necessários para o aproveitamento desta descoberta no tratamento da saúde humana.

Autor:Fabian LaszloCientista aromatólogo

Referência: Shahverdi AR et al. Trans-cinnamaldehyde from Cinnamomum zeylanicum bark essential oil reduces the clindamycin resistance of Clostridium difficile in vitro. J Food Sci. 2007 Jan;72(1):S055-8.

Este óleo essencial você encontra aqui

Obs.: A Pria não comercializa medicamentos. As informações aqui presentes são meramente ilustrativas e advindas de fontes referenciadas. Em caso de doença, oriente-se com seu médico.

so_pria

Sua Saúde Natural!

www.pria.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *