ÓLEO DE ORÉGANO POSSUI POTENCIAL DE ATENUAR DÉFICITS COGNITIVOS ASSOCIADOS AO DIABETES, COMO DEMÊNCIA E DEPRESSÃO 

1897772_707715862632695_206512339880066984_n
Com o envelhecimento da população, as doenças crônicas serão mais prevalentes, como o diabetes melito (DM) e aquelas caracterizadas por disfunções cognitivas, como as demências e depressão. Alguns estudos mostraram associação do DM e outros fatores de risco cardiovascular associados a distúrbios cognitivos. Além das complicações vasculares, estudos sugerem ação da hiperglicemia e dos produtos avançados finais de glicação (PAFG) em estresse oxidativo e acúmulo de substância β-amilóide intracerebral (elemento ocasionador do Alzheimer). Outros fatores também vêm sendo investigados, como o papel da insulinemia, da genética e do IGF-1 (insulin-like growth factor-1). Estudos mostraram que o bom controle glicêmico e a ingestão de dieta rica em gordura poliinsaturada, ômega-3 ou alimentos antioxidantes podem ter papel protetor contra os déficits cognitivos.

O óleo de orégano é altamente rico no componente carvacrol. Um estudo de 2013 mostrou que o carvacrol do óleo de orégano possui ação neuroprotetora e anti-glicante, sendo capaz de atenuar déficits cognitivos em ratos portadores de diabetes.

Glicação é o processo de soma entre uma proteína e um carboidrato, tal qual a glicose, sem a ação controladora de uma enzima. É a principal causa de doenças clínicas vasculares em pacientes diabéticos. A glicação aumentada de proteínas no cristalino pode causar o desenvolvimento de catarata e no cérebro doenças neuro-degenerativas.

Como um recurso complementar ao tratamento médico destas desordens, o emprego diário do óleo essencial de orégano em difusores residenciais pode auxiliar na neuroproteção, combatendo a degeneração do cérebro que surge em portadores de diabetes, Alzheimer ou mesmo com o envelhecimento natural. Também pode afetar positivamente na redução de estados depressivos ou intensidade de seus sintomas, além de outros problemas neurológicos que possuem correspondência com radicais livres e a glicação.

Carvacrol attenuates diabetes-associated cognitive deficits in rats. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23877802

Antidepressant-like effect of carvacrol (5-Isopropyl-2-methylphenol) in mice: involvement of dopaminergic system.
http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20608992

Déficit cognitivo: mais uma complicação do diabetes melito?
http://www.scielo.br/pdf/abem/v52n7/03.pdf

A diabetes mellitus causa deterioro cognitivo em idosos?
http://www.redalyc.org/pdf/799/79928610011.pdf

In vitro acetylcholinesterase inhibitory properties of thymol, carvacrol and their derivatives thymoquinone and thymohydroquinone. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/17186491

GLICAÇÃO: CONHEÇA OS PREJUÍZOS DO EXCESSO DE AÇÚCAR http://vilamulher.com.br/bem-estar/nutricao/glicacao-conheca-os-prejuizos-do-excesso-de-acucar-11-1-70-782.html

Pesquisas: Fabian Laszlo

O óleo de orégano você encontra na

PRIA
www.pria.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *